Primeiro Compasso Logo.jpg

 

 

Parceiro:

 

 

 

Dinamizadora: Ana Teresa Cruz


- Fundadora do Projecto “Primeiro Compasso”
- Instrutora Certificada Independente do Programa Baby Signs®;
- Frequência do Curso de Facilitadores em Dança Embalaiê;
- Frequência da Licenciatura em Educação – Universidade Aberta;
- Formação em Flauta de Bisel - Escola de Música do Conservatório Nacional (Lisboa).

Baby Signs®

O que torna o Programa Baby Signs® único?
Não seria maravilhoso se os bebés e crianças pequenas ao nosso cuidado pudessem comunicar o que precisam, vêem e sentem sem terem de recorrer a choros e birras, ainda antes de terem a capacidade de falar?

Agora, graças ao Programa Baby Signs®, o programa de comunicação gestual para bebés líder no mundo, a comunicação eficaz torna-se possível bem como divertida e fácil de alcançar.


O que é o Programa Baby Signs®?

O Programa Baby Signs® tem trazido as alegrias e benefícios de fazer gestos com bebés a milhões de famílias em todo o mundo.


O Programa Baby Signs® é o programa de comunicação gestual para bebésouvintes líder mundial porque é o único programa:

- Desenvolvido específicamente para bebés ouvintes
- Criado por peritos em desenvolvimento infantil
- Com benefícios comprovados por investigação científica
- Com uma gama completa de produtos para cuidadores e bebés
- Com uma abordagem flexível para assegurar o sucesso com todas as famílias.
 

 

Os bebés, muito antes de conseguirem falar, têm a capacidade de fazer gestos.

O Programa Baby Signs®, com mais de 30 anos de estudos comprovados, ensina metodologias e gestos para que pais e profissionais possam utilizar para ajudar os bebés a comunicarem de forma eficaz o que precisam, sentem e vêem, muito antes de conseguirem falar, através de gestos!

Alguns dos Principais Benefícios:
* Redução de Birras e Frustrações
* Desenvolvimento da Linguagem
* Reforço do vínculo com o bebé
* Desenvolvimento emocional e intelectual
* Aumento da auto-confiança do bebé

Perguntas Frequentes:


1. Com que idade devo começar?
Depende da paciência dos pais! Os pais podem começar a fazer desde que o bebé nasça ou esperar que o bebé fique pronto a começar a fazer gestos e os pais terem um retorno mais imediato. Há vantagens e desvantagens nas duas situações.
Na primeira situação, os pais e o bebé ficam logo habituados a esta forma de interagir e quando o bebé tiver os factores de desenvolvimento adquiridos irá começar a fazer logo os gestos e na segunda situação os pais vêm este retorno em menos tempo, no entanto há um tempo de adaptação nesta nova forma de interagir até verem os gestos a fluir. Não há demasiado cedo nem demasiado tarde, é quando os pais decidirem!

2. Dá até que idade?
Até a idade em que o bebé começar a falar bem. Isto é, mesmo nos mais crescidos (perto dos 2 anos), há imensas palavras que  ainda não dizem ou não pronunciam de forma clara e poderão usufruir do Programa Baby Signs®. Claro está que, quanto mais velhos, menos tempo irão usufruir, pois não tarda estão a falar tudinho!

3. É para crianças surdas?
Não. O Programa Baby Signs® foi desenhado especificamente para crianças ouvintes, uma vez que usam gestos da Língua Gestual Americana adaptados às mãozinhas dos bebés e gestos que os próprios bebés criaram.

4. Isto não atrasa a fala?
Não. Muito pelo contrário. As especialistas Dra. Linda Acredolo e Dra. Susan Goodwyn, tiveram a preocupação de fazer uma investigação científica, em conjunto com a Universidade de Califórnia e com o Instituto Nacional de saúde americano, com 140 famílias e os resultados foram espectaculares.
Os bebés não só não atrasavam a fala, como, na verdade, falavam mais cedo, tinham um vocabulário mais rico, formavam frases mais cedo, em conjunto com outros tantos benefícios como redução de birras e frustrações.

5. Eu vou aprender a interpretar os gestos do meu bebé? Como é que aprendo?
Os pais, num workshop de 1h30, aprendem gestos e como vão ensinar aos seus bebés, entre outras dicas úteis. Ao ensinarem os gestos aos bebés, quando eles tiverem a necessidade e vontade, vão conseguir comunicar com os adultos ao seu redor de forma eficaz aquilo que eles querem, vêem, sentem, muito antes de terem a capacidade de falar.